Protesto Ceagesp

O Sindicato dos Empregados em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado de São Paulo (Sindbast) repudia a violência nos protestos realizados hoje na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Porém, destaca que o episódio reflete mais uma vez que os dirigentes do País, assim como os representantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, têm ignorado os anseios populares, manifestados nas ruas desde junho do ano passado.

Os dirigentes brincaram com fogo ao impor a cobrança do estacionamento, totalmente inoportuna neste momento. Ao desprezar os gritos do povo, iniciados nas manifestações populares do ano passado, eles esqueceram que qualquer ato impensado pode representar uma faísca nesse caldeirão.

Para o Sindbast, a cobrança do estacionamento é um problema secundário. A grande questão é que a cidade não comporta mais a Ceagesp no local onde está atualmente. Porém, por motivos políticos, infelizmente, nenhuma providência foi tomada nos últimos anos, apesar dos apelos do Sindbast e de outros setores da sociedade.

No episódio lamentável de hoje, em que oportunistas infiltrados se aproveitaram para promover o famoso quebra-quebra, o Sindbast prestou atendimento a muitos trabalhadores da Ceagesp que, em pânico, se refugiaram na sede do Sindicato e foram então aconselhados a abandonar o inferno que se tornou a nossa CEAGESP.

Enilson Simões de Moura (Alemão)

Presidente do Sindbast

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.