NOVIDADES NA CAC

Aos Companheiros da CAC

Estamos no bom combate já faz tempo. Nossa luta por justiça tem se alongado por muitos anos, décadas. Neste período alguns colegas se foram, o que dá ideia da demora de nosso sistema em promover justiça. Nunca, porém, desanimamos e estivemos vigilantes contra o ataque daqueles que visam o prejuízo dos trabalhadores.
Nossa mais recente batalha foi em relação à chamada “ação rescisória”.
Depois de muitas idas e vinda, podemos dizer que, graças ao empenho de um de nossos advogados, o Dr. Carlos Ayres Brito, ex-presidente do Superior Tribunal Federal – STF, temos esperanças bem fundamentadas de que conseguiremos suspender os efeitos danosos de uma sentença que nos levou à negociação com os bancos. Negociação essa, rejeitada pelo juiz do caso em virtude, por exemplo, da não adesão da Fazenda do Estado do Paraná, que tinha direito a créditos, ao acordo.
Importante ressaltar que, no próximo dia 13, será também julgada a Ação Direta de Inconstitucionalidade – ADI que nossos advogados entraram contra parte da Nova Lei de Falências, aprovada faz quatro anos e que dizia que o trabalhador poderia vender seu crédito, mas aí, ele se transformaria em crédito quirografário (aquele que recebe por último se sobrar recursos da massa falida). Já temos três votos a nosso favor: Ministros: Gilmar Mendes, Edson Fachin e Alexandre de Moraes. A se confirmar nossa vitória, nosso poder de negociação aumenta substancialmente.
Acordos serão possíveis e poderemos até escolher em fazê-los ou esperar mais alguns meses (não anos) e gozar do benefício de ter todos os recursos à disposição dos trabalhadores.
Com a recusa do juiz em homologar o acordo, e a firme atuação de nossos advogados, conseguimos reverter essa aparente derrota em esperança concreta de vitória.
O Sindbast e os ex-trabalhadores da Cotia possuem uma relação de confiança de 30 anos. É bastante tempo. Continuaremos unidos até a vitória final.
É o nosso compromisso. Que seja o nosso destino.

Enilson Sisões de Moura – Alemão
Presidente

10 Comentários
  1. Gustavo Chialastri Diz

    Que Deus nos abençoe e que esta processo saia o quanto antes, ainda mais em tempo de pandemia, muitas pessoas passando necessidades, contamos com vocês mais uma vez, e vamos pra luta!

    1. Raimunda Diz

      Meu está ansioso por esse valor é um direito dele porque ele sofre de parksom por conta do acidente era pra ter direito a remédio mas veio mora no Piauí onde mora a mãe dele dai o governo não paga os remédio dele infelizmente

      1. SINDBAST Diz

        Prezada Raimunda, estamos todos ansiosos que os trabalhadores recebam o que é deles o mais rápido possível. Estamos em oração contra essa enfermidade que atingio nosso companheiro.

    2. Sindbast Diz

      Prezado Gustavo, estamos em permanente orações para que Deus rompa as muralhas dessa justiça demorada e nos de a vitória assim como deu a Davi contra Golias.

  2. Antônio Pereira Diz

    olá povo do sindbast, me chamo Antônio e espero que esse processo seja resolvido logo, preciso demais, que Deus nos abençoe e nos traga essa vitória até o fim desse ano

    1. Sindbast Diz

      Olá Antonio, confiamos que Deus nos dará essa vitória o mais breve possível.

  3. Antônio Pereira Diz

    Que Deus nos abençoe e que nossa vitoria saia ainda esse ano 🙏

  4. ATSUSHI YAMASHITA Diz

    Meu irmão Newton Yamassita, recebeu informações que haveria um valor aprovado para receber na segunda quinzena de janeiro de 2020, o que até o presente momento não ocorreu, ele carece de muitas necessidades financeiras , para manter sua saúde em dia,E QUITAÇÃO DE DÍVIDAS. ele está deprimido e ansioso, gostaríamos de saber quando esse valor estará realmente dísponível .ele é um dos funcionários da CAC

    Atenciosamente

    1. SINDBAST Diz

      Prezada Atsushi, de fato a previsão inicial era que até o final de janeiro de 2020 esses recursos fossem disponibilizados para os trabalhadores, no entanto, houve atraso da Justiça e em seguida veio a pandemia que paralisou o judiciário. Faz um mês, o juiz do caso rejeitou o acordo que possibilitaria esses pagamentos, desde então, estamos com nossos advogados procurando agilizar junto STF para que o mais rápido possível esses pagamentos sejam liberados.

  5. Luciano Diz

    Que DEUS nos ajude força Sindbast aguardamos com fé e esperança muito obrigado pela dedicação de voces

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.