Síndrome de Burnout

Artigo explica o problema causado pelo estresse no ambiente de trabalho

O estresse no ambiente de trabalho pode gerar esgotamento físico e mental. Com isso, os colaboradores podem desenvolver vários problemas de saúde, como a Síndrome de Burnout que, atualmente, é uma das diversas preocupações das empresas.

Confira a íntegra do artigo elaborado pelo psicólogo Sergio Silva, parceiro do Sindbast na área da saúde, sobre a doença:

Em matéria realizada por Fátima Bittencourt para revista Psique (2011), há uma breve discussão sobre a Síndrome de Burnout. Um levantamento feito pela International Stress Management Association (ISMA) mostra que o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking dos países com nível de estresse alto e, pelo menos, três a cada sete trabalhadores sofrem da Síndrome e não têm conhecimento. 

Sua causa está relacionada com os estímulos externos e com a pressão em que o indivíduo pode ser submetido, o que gera desgaste físico e mental. Neste caso, o tratamento mais comum passa por atividades físicas relaxantes até medicamentos, dependendo de cada caso.

O excesso de estresse pode desenvolver diversos problemas de saúde, como pressão alta, gastrite, cólon irritável, depressão, pânico e alcoolismo. O nível de estresse também já foi associado ao desenvolvimento de doenças autoimunes, câncer, asma, fibromialgia, fadiga crônica, problemas cardíacos, baixa imunidade e distúrbios psíquicos.

Vale lembrar que o problema não está relacionado apenas ao trabalho. A Síndrome de Burnout é a soma de uma rotina prejudicial, como o excesso de ruídos em ambientes fechados e a dificuldades de dormir por excesso de estímulos, seja barulho ou luz muito forte.

Além do sono ruim, que pode causar mau humor durante o dia, a poluição e  o trânsito também estão entre os fatores que geram estresse no mundo moderno. Pode não parecer, mas eles estão diretamente ligados ao desempenho do indivíduo em seu ambiente de trabalho. Por isso, é fundamental levar esses fatores em consideração quando gestores, por exemplo, estão diante de um colaborador que passa por um momento improdutivo dentro da empresa.

Sergio Silva – Psicólogo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.