Perguntas e respostas

Sindbast responde dúvidas de ex-trabalhadores da CAC - 15/01/2018

Pergunta: As reclamações indevidas feitas pelos ex-trabalhadores podem atrasar a liberação dos recursos depositados na massa?

Resposta: As reclamações indevidas já atrasaram bastante a liberação dos recursos. Acreditamos que agora o processo retome o curso normal e que tenhamos uma decisão do juiz em breve.

Pergunta:  A desistência do Sindbast com relação ao imóvel de Uberaba pode facilitar a liberação dos valores? Por que estamos desistindo de Uberaba?

Resposta: Sim, a desistência pode facilitar a liberação. Desistimos de lutar pelo imóvel porque a Justiça entendeu que não temos o direito de preferência sobre o prédio. A alternativa seria arrematar o imóvel, o que não compensa financeiramente. A desistência não significa acordo nem qualquer concessão dos trabalhadores. Eles receberão o total devido, mais acréscimos,  assim que a Justiça aprovar o valor.

Pergunta: Nosso pedido de substituição do liquidante, que agia em parceria com os bancos, pode prejudicar o andamento do processo?

Resposta: Acreditamos que não. A expectativa é que o liquidante atue dentro dos limites da lei, pois está ciente de que o sindicato fiscaliza a sua conduta.

Pergunta: Podemos fazer uma previsão da liberação dos recursos que estão depositados em Mogi da Cruzes?

Resposta: Com base nas consultas e conversas efetuadas no Fórum da cidade, estimamos que a decisão do juiz aconteça até o final de janeiro/2018.

Pergunta: E a rescisória? A reclamação do liquidante pode prosperar no Supremo?

Resposta: A rescisória aguarda o julgamento de um pedido de esclarecimento feito pelo sindicato. Depois disso, será possível propor um recurso em Brasília (DF).  Quanto à reclamação do liquidante judicial, em Brasília, contratamos o escritório do ex-Ministro Ayres Britto. Os advogados estão confiantes de que a reclamação do liquidante não terá sucesso.

Comentários estão fechados.