Codasp e Sindbast concluem negociações do Acordo Coletivo 2014/2015. Confira os detalhes!

O Sindbast e a Codasp concluíram, recentemente, as negociações do Acordo Coletivo 2014/2015. O documento foi assinado pelas respectivas diretorias, em 15 de setembro, conforme decisão dos funcionários que haviam aprovado, durante assembleia em 25 de agosto, a proposta da empresa.

O reajuste salarial foi de 5,36%, estendido a vários benefícios (veja o quadro abaixo). Já o valor da cesta básica foi corrigido em 11,64%. De acordo com a diretoria do Sindbast, a luta maior agora é a manutenção dos empregos. “Nós estamos hoje empenhados na defesa da Codasp, mostrando sua importância e missão, que vêm sendo ignoradas pela atual Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo”, ressalta o diretor Gualberto.

Segundo ele, a Secretaria não tem repassado obras para a companhia, preferindo a execução por empresas terceirizadas. Com isso, todo final de mês, os salários dos trabalhadores são pagos com dificuldade. “Isso revela a total inércia e incompetência da Secretaria de Agricultura e Abastecimento e também o descaso com que tem nos tratado”, acrescenta Gualberto.

Durante as negociações, o Sindbast chegou a apresentar uma proposta de greve, mas os funcionários da Codasp não aceitaram. “Por conta de toda essa situação, eles acharam que não valeria a pena cruzarem os braços”, avalia Alemão, presidente do Sindicato.

A ameaça de paralisação, porém, serviu para a empresa apresentar uma proposta mínima para o Acordo Coletivo. Caso contrário, não teria havido nenhum avanço, na opinião dos diretores do Sindbast.

Um dos aspectos positivos neste ano foi a ampla participação dos trabalhadores, que colaboraram desde o envio das pautas de reivindicações até o desfecho das negociações. “Na assembleia que decidiu pelo acordo, houve forte presença dos funcionários da capital paulista e um intenso debate sobre os rumos do movimento dadas as condições da Codasp”, conta a diretora Isabel.

Suspenso temporariamente 

O Plano de Cargos, Carreiras e Salários, antiga reivindicação dos funcionários da Codasp, está temporariamente suspenso por causa da situação que a empresa enfrenta.

O Sindbast, no entanto, está pressionando a diretoria para que a proposta seja retomada com as devidas atualizações.

“Com a demora em sair do papel, o PCCS ficou desatualizado e não atenderia mais às necessidades dos trabalhadores. Não vamos admitir que seja arquivado ou esquecido!”, destaca o diretor Gualberto.

Novos valores*

Salário normativo: R$ 1.811,45

Auxílio-creche: R$ 142,85 (para cada filho)

Auxílio-refeição ou alimentação: R$ 513,90 (equivalente a 30 créditos unitários de R$ 17,13)

Cesta básica: R$ 176,01

Prêmio de permanência (anuênio): R$ 20,91

*Valores retroativos a 1 de junho de 2014, data-base da categoria.

Para ler o Acordo Coletivo 2014/2015 na íntegra, clique aqui.

Fonte: Comunica – Assessoria em Comunicação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.